• Ativa Gestão

Como os Líderes podem cuidar da saúde mental de seus funcionários e promover um ambiente de trabalho

Atualizado: 14 de mar.

Nunca esteve tão evidente a necessidade de falar sobre saúde mental quanto agora, durante a pandemia. Com as pessoas trabalhando em casa, a distância acabou gerando mais ansiedade e em alguns casos até depressão. Em 2020 segundo a Secretaria Especial da Previdência e Trabalho, mais de 576 mil trabalhadores foram afastados por transtornos mentais e comportamentais, uma alta de 26% em relação a 2019. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo.


Mas apesar de todos estes dados, ainda existe um estigma a ser superado pois quando nos referimos a doenças mentais, muitas empresas relutam em tocar neste assunto. O primeiro passo neste contexto é trazer o assunto à tona, afinal, falar dele pode ser o começo para que se encontre o melhor caminho a ser trilhado.


Se sentir ansioso é natural, faz parte de nossa vida em alguns momentos. O problema é quando esta ansiedade passa a fazer parte da nossa rotina. E quando pensamos nisso dentro das organizações, temos muitas vezes o medo por parte dos funcionários de trazer o problema à tona em função das cobranças quanto à produtividade e entrega de resultados.

Muitas vezes este medo gera um silencio tanto por parte da empresa quando do funcionário. Ambos não tem informação sobre como proceder, a quem recorrer e como agir quando algo neste sentido é identificado.


O grande desafio para as empresas então é criar um clima acolhedor para que todos se sintam seguros e à vontade para compartilhar suas inseguranças, seus medos e desafios e assim receberem a ajuda adequada, sem julgamentos.


E é aqui que entra um agente fundamental: O Líder. É ele que precisa promover na empresa este ambiente e fomentar este propósito.


Esta ação precisa fazer parte da cultura da empresa (e não apenas como um papel do RH) e ser promovida através do exemplo. O Líder precisa se posicionar de forma genuína sobre temas sensíveis, ajudando a construir um laços de empatia ajudando no desenvolvimento de cada funcionário. Compartilhar esta tarefa com os líderes, gestores e CEO da empresa demonstra uma responsabilidade coletiva, onde todos estão efetivamente empenhados em promover um ambiente saudável para todos, não minimizando as dores dos funcionários.

Importante destacar que que este ambiente saudável, aberto para conversas francas é determinante para que o pedido de ajuda e auxílio sejam executados de forma qualificada. Líderes e gestores devem ser preparados para ter este olhar mais sensível, que seja capaz de identificar as dificuldades em seus colaboradores, ouvi-los e saber dar o encaminhamento correto.


Uma forma de fazer isso, é criando projetos específicos para este fim, que tem por objetivo cuidar da saúde mental das pessoas e inspirar a todos a replicarem esta prática com seus pares de trabalho. Assim líderes e funcionários estarão atentos às pessoas, podem ajudá-las sempre que necessário.


Aqui na Ativa nós criamos um projeto chamado Gestão de Energia que tem como objetivo divulgar materiais e promover estímulos aos funcionários para que possam se cuidar cada vez mais, se informar sobre o tema e promover um ambiente mais seguro. Queremos que nossos funcionários se sintam livres para falar sobre problemas relacionados ao estresse e ansiedade pois acreditamos que como Líderes é nosso papel promover o bem estar de cada funcionário que está conosco.


Estamos sempre atentos ao que acontece com eles e sempre que achamos necessário, abrimos uma conversa franca para entender melhor como ajudar. Sabemos que não temos como resolver todos os problemas e muito menos interferir na esfera privada do funcionário. Nosso intuito é sempre encontrar o equilíbrio e promover a ideia de que com ele, a vida pessoal e profissional será mais relevante.


Em resumo, aqui estão as principais ações que você pode fazer para começar a promover um ambiente seguro e saudável em sua empresa:


- Estar atento aos problemas e manter as portas abertas para conversas francas.

- Promover a disseminação e conhecimento sobre o assuntos para todos da empresa.

- Reforçar a importância do esforço coletivo na busca por este ambiente mais saudável.

- Incentivar o cuidado físico e mental dos funcionários através de informações e prática sempre que possível.


Embora o home office tenha trazido mais problemas relacionado à questões emocionais, por outro lado facilitou a comunicação da empresa com o funcionário, que estando à distância, muitas vezes se sente mais à vontade para compartilhar suas dúvidas, desejos e angústias.


Podemos então aproveitar este legado que a pandemia está nos deixando e colocarmos em prática este canal aberto de comunicação com os funcionários.


Gostou deste conteúdo? Nos siga nas mídias sociais para ter acesso a mais conhecimento sobre Liderança de Equipes.


Instagram: @lider_tranformador

Youtube: Liderança Transformadora

146 visualizações

Posts recentes

Ver tudo